23.4.13







































passadas poucas horas das minhas últimas palavras, começou a magia.

vieste em ondas e só me lembro de estar feliz. não houve lugar à ansiedade, não fizemos planos. estávamos preparados e confiantes e o tempo fez o favor de parar para nós.

chegaste com os olhos abertos, pescoço esticado, curioso e olhámos-nos num "então, eras tu" demorado. o teu cheiro inebriou-me e fizeste de mim a tua loba.

vieste para ficar e eu descobri que sempre existi para ti.

Sem comentários:

Enviar um comentário